Queda de cabelo – Qual o tratamento para esse problema?

Dra. Renata Sitonio da clínica Sitonio, nos explica sobre a queda de cabelo e os tratamentos para esse problema.

Queda de cabelo tem cura?

A queda de cabelo é um dos problemas mais comuns na dermatologia e incomoda tanto homens como mulheres. Dá até um desespero quando a gente vê o chão de casa repleto de fios de cabelo, aquela mecha de cabelo que sai na hora do banho, o couro cabeludo começando a aparecer…

E não incomoda só o paciente, não! Muitas vezes, o marido fica angustiado de ver o cabelo da mulher pela casa. É verdade! 

É o que escuto todos os dias várias vezes ao dia aqui na clínica

Eu sou Dra. Renata Sitonio, sou dermatologista

E vou falar um pouco sobre queda de cabelo

Primeiro, deixa eu te lembrar de  seguir meu instagram @dicadedermato e se increver no meu canal do youtube, o clínica Sitonio. É só clicar no sininho!

Então, gente, os cabelos tem um valor muito grande pras mulheres e pros homens também! É um atributo de beleza, a moldura do rosto. 

Quando eles ficam fracos, caindo, sem brilho isso causa muito desconforto e muitas vezes afeta até a autoestima, né? A pessoa só quer sair na rua de boné no caso dos homens ou com o cabelo preso no caso das mulheres. E por aí, vai. 

Quem nunca passou por isso?

As causas da queda do cabelo são muitas. 

Em grande parte das vezes, é uma queda temporária porque a maior parte dos fios está na fase de se desprender do couro cabeludo. Isso pode acontecer depois da gestação, na amamentação, por perda de peso, por ter ficado doente, por você ter ficado estressado ou estressada e quando passar essa fase, o cabelo para de cair. Nesses casos, a gente geralmente dá algum suplemento para ajudar a recuperar os fios. 

Já quando a pessoa tem uma tendência genética pra reduzir o diâmetro e o volume dos fios, aí, a coisa fica diferente. É o que a gente chama de alopecia androgenética, que nada mais é do que a calvície e que pode acontecer em homens e em mulheres também!

Nesse caso, o tratamento tem que ser feito o mais rápido possível, de preferência, ainda na adolescência. Por exemplo. Se você Tem familiares com pouco cabelo e começa a aparecer o couro cabeludo nessa parte de cima aqui, procure logo o dermatologista pra começar a tratar. Prevenir é sempre melhor do que tratar a calvície mais pra frente. 

Mas, se seu cabelo já tá ralinho, Também não precisa se desesperar e arrancar o que ainda tem!

Tem tratamento, pessoal. 

Podem ser usadas loções, medicamentos por via oral e o que tenho feito muito aqui é a microinfusão de medicamentos na pele. 

Eu injeto através de uma máquina medicamentos no couro cabeludo que vão ajudar os fios a crescer, melhorar a queda e ficarem mais grossos. Aí, dá uma enchida na região que tá aparecendo o couro, sabe?

São 3 sessões com intervalo de 1 mês entre elas e depois a gente faz uma manutenção a cada 4 meses a 6 meses.  

Pode ser feito também o mesmo tratamento para melhorar textura, brilho e para os cabelos ficarem mais fortes, mesmo que não tenha queda importante. 

Ficou alguma dúvida? Deixe nos comentários. Se não, compartilhe a informação com quem você acha que está precisando dela

Saiba 6 dicas valiosas para os cuidados com a sua pele! Clique aqui para saber mais.

 

1 Comentário

  1. Marli disse:

    Este tratamento é c o próprio sangue das pessoas ou e carbox?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *