Envelhecimento Facial | Clinica Sitonio Dermatologia

Tratamentos para Prevenir e Tratar o Envelhecimento Facial

Tratamentos para rejuvenescer: nada é como antes

Até há muito pouco tempo, dermatologistas, cirurgiões plásticos e cientistas de forma geral, atribuíam o envelhecimento facial apenas às alterações da pele. Muitos pacientes pensam assim até hoje.

No entanto, o envelhecimento facial é algo que vai muito além da pele. Ele inclui também outros fatores como:

1.Reabsorção óssea: no processo de envelhecimento, os ossos vão afinando e modificando o seu formato. Como eles servem de sustentação para os tecidos que ficam por cima dele como os músculos e a gordura, a face vai caindo porque esses tecidos não tem mais onde se apoiar como antes.

2.Na face, temos bolsas de gordura que são chamadas de coxins de gordura. A partir dos 35 anos de idade, eles começam a diminuir de volume, como se fossem emagrecendo e vão também escorregando face abaixo, dando o aspecto de uma pessoa idosa.

Lembrem-se de que os bebês tem o rosto redondinho e gordinho. Isso não é à toa. É que os coxins gordurosos da face deles estão no enchimento máximo.

Agora, imagina alguém bem velhinho. O rosto vai ser mais magro, o queixo aponta para a frente e o nariz parace maior do que é.

3.A pele, obviamente, também sofre com o passar dos anos. Ela é o maior órgão do corpo humano e é ali que primeiro percebemos a passagem do tempo, principalmente no rosto. O envelhecimento pode ser causado por fatores internos, como a genética, hormônios, estresse, níveis elevados de açúcar no sangue, ou fatores externos, como a radiação solar, fumo, bebidas alcóolicas, excesso de movimentos musculares faciais, radicais livres e alimentação.

Assim como o conhecimento das estruturas faciais evoluiu, também evoluiu muito nos últimos anos a forma de tratar e prevenir problemas como prevenir flacidez, tratar bigode chinês, estimular a produção do colágeno e assim, evitar o envelhecimento.

O primeiro passo para se manter jovem e proporcionar bem estar ao próprio corpo é o equilíbrio entre corpo e mente.

Depois, devemos cuidar bem da nossa pele para evitar a degradação mais rápida do colágeno e elastina, dessa forma, podemos adiar o aparecimento de rugas e linhas de expressão.

O filtro solar é o principal creme anti idade que existe. Já que o nosso maior inimigo quando se fala em perda de colágeno é o sol.

É muito importante também usar regularmente substâncias consagradas por estudos científicos de qualidade e que sejam recomendados para o seu tipo de pele e para a sua idade como a Vitamina C, a Rhamnose, A vitamina E, o ácido ferúlico e outros antioxidantes presentes no mercado com diversos nomes. A sua dermatologista, com certeza, saberá qual combinação de ativos te indicar após avaliar sua pele, seu estilo de vida, os seus objetivos e quais tratamentos você se propõe a fazer.

O uso de ácidos que promovam renovação celular também é essencial. Mas por que renovação celular? Esse processo faz com que as células mais superficiais da pele seja trocadas com maior facilidade, dessa forma, se acumulam mais lentamente restos celulares, cravos e espinhas, deixando a pele com o aspecto mais saudável, mais radiante e com maior viço.

Algumas pessoas se assustam com a palavra ácido.

Ou porque moram um um lugar quente ou porque viajam com frequência para a praia, tem piscina em casa, etc. Mas, não precisa deixar de usar esses grandes aliados da pele por causa disso.

Hoje, temos ácidos que não irritam a pele como o ácido glicólico ou substâncias que são pré ácidos como o retinol que podem ser usados no inverno e no verão ou mesmo se você estiver de férias na praia. Converse com seu dermatologista.

Ok. a pele está bem cuidada.

Mas, os cremes não protegem os coxins gordurosos da face e muito menos os ossos das degradações da idade. Aí, vem o rosto caído ou flacidez facial.

Como fazer então para não ficar com o rosto flácido?

Felizmente, a dermatologia nos oferece meios de tratar e prevenir o envelhecimento.

O tratamento dermatológico mais executado do mundo é a aplicação da toxina botulínica.

A toxina botulínica começou a ser usada na década de 90 por oftalmologistas para o tratamento do estrabismo. Sim! Isso porque ela consegue paralisar o músculo e o estrabismo nada mais é do que o desequilíbrio de forças dos músculos dos olhos.

Até que um dia, uma paciente da oftalmologista Jean Carruthers pediu que ela aplicasse a toxina na sua testa, pois dizia que quando ela aplicava o medicamento nos olhos, suas rugas melhoravam. Junto com seu marido, o dermatologista canadense, Alastair Carruthers começaram a estudar o efeito da aplicação da toxina botulínica para o tratamento das rugas de expressão.

A toxina botulínica paralisa os músculos que ao se contraírem levam consigo a pele que a ele está colada e esta se dobra como um papel. Assim como quando dobramos um papel, ele faz um vinco difícil de ser desfeito, na pele, os vincos são formados por dobrarmos repetidamente a pele durante os movimentos de expressão.

Por isso, hoje, sabemos que a toxina botulínica não está indicada apenas para aquelas pacientes que já tem rugas marcadas, mas principalmente, para quem quer prevenir a formação dos vincos na pele.

Ou seja, se alguém com 27, 28 anos, tem rugas que já estão se formando na testa, entre as sobrancelhas ou ao redor dos olhos, o ideal é que inicie seu tratamento o quanto antes porque depois que marcou a pele, fica mais difícil tratar as rugas fixas (aqueles riscos na pele).

Outro procedimento consagrado no rejuvenescimento facial é a aplicação de ácido hialurônico ou preenchimento cutâneo.

O preenchimento cutâneo ganhou outros nomes como MD codes ou Harmonização facial. Mas, na verdade, todos tratam de injetar ácido hialurônico em locais específicos do rosto com o objetivo de dar um aspecto mais jovial ao paciente.

A técnica de preenchimento facial se modernizou muito. Hoje, nosso objetivo não é apenas "encher buracos"como se fazia antigamente. No início, injetávamos ácido hialurônico basicamente, no bigode chinês, nas olheiras e nos lábios.

Hoje, sabemos que quando preenchemos um lugar na face, aquele alteração de volume vai afetar também as áreas adjacentes.

Por exemplo, para tratar o bigode chinês ou as olheiras, primeiro temos que avaliar se as maçãs do rosto estão no lugar e se a gordura desse lugar não foi consumida com o tempo. Caso não esteja, essa região deve ser tratada primeiro, pois ela serve de sustentação para toda a face, principalmente para o bigode chinês e para as olheiras.

Por isso, hoje, os bons dermatologistas dão preferência ao uso do ácido hialurônico para sustentação da face, fazendo um efeito lifting para manter o rosto jovem.

A última arma poderosa combatendo a flacidez é o uso dos bioestimuladores.

Esse tem sido o tratamento queridinho de quem quer um resultado natural no rejuvenescimento do rosto.

As duas substâncias mais utilizadas são:

1.Ácido poliláctico (Sculptra®) : atua na estimulação do colágeno de dentro para fora, desde os ossos, passando pela gordura, até a pele.

2.Hidroxiapatita de cálcio (Radiesse® e Dimond®) também atua na estimulação do colágeno e melhora da flacidez do rosto

A escolha do tratamento, depende do caso de cada paciente. Converse com sua dermatologista e entenda o que é melhor para você.

Instagram @dicadedermato

Todos os direitos reservados

Eu quero Restaurar a Juventude do meu Rosto

Ou, ligue agora mesmo para agendar sua consulta: (11) 2219-1895

Dra. Renata Sitonio,
Especialista em Rejuvenescimento Facial

Formada em Medicina pela Universidade Federal da Paraíba, a Dra. Renata Sitonio se especializou em Dermatologia e Cirurgia Dermatológica avançada, estética e laser anos mais tarde. Possui título de especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia e é especialista em Dermatologia no Conselho Federal de Medicina e Associação Médica Brasileira.

Olá, posso ajudar?
Powered by
Clínica Dermatológica